Ads 468x60px

domingo, 17 de abril de 2011

Tudo & todos

 Todas as memórias caem no esquecimento, onde permanecem até ao dia onde são relembradas. Na vida tudo começa na alegria e quando não dá mais, termina nas lágrimas. Todo o amor nasce de quase nada e morre de quase tudo. Toda a felicidade é temporária, toda a dor provém das memórias que recordamos do tempo em que éramos felizes. Toda a gente tem um passado que prefere nunca contar. Todas as pessoas tem um medo que não querem revelar, um segredo obscuro que ainda as atormenta. Toda a vida tem obstáculos, alturas difíceis, fazes boas e momentos divertidos. Todos pelo menos uma vez na vida tivemos que procurar uma caneta para pôr um ponto final numa história e começar-mos a ler outro livro. Todos amamos, lutamos, choramos, desistimos e esquecemos. Procuramos conforto naqueles que nos amam. Todos nos tornamos prisioneiros de sentimentos e acabamos presos a eles mesmo depois de na outra pessoa esse sentimento já ter terminado. Todos já acordamos com uma saudade que nos rasgava por dentro. Todos nós já mentimos e agora arrepedemo-nos por isso. Uma vida é a conjunção de momentos e pura felicidade e da mais pura agonia. Todos os dias aprendemos coisas novas, esquecemos aquilo que já não interessa, conhecemos gente que substitui outras pessoas que acabam a ficar para trás. Todos escrevemos textos e mais textos a [tentar] exprimir o que sentimos. Todos construimos pequenos sonhos em cima de grandes pessoas o tempo passa e percebemos que grandes mesmo eram os sonhos e as pessoas, demasiado pequenas para os tornarem realidade. Todos ouvimos a mesma música vezes sem conta por que nos lembra alguém. Todos escrevemos as iniciais do nome da tal pessoa.
Tudo na vida, vai e vem. Já me habituei

1 Sentimentos:

Vanessa disse...

Já estou a seguir querida : )