Ads 468x60px

sábado, 20 de agosto de 2011

# Carta para a pessoa que odeias mais

 

Sim, eu odeio-te. Odeio-te muito mesmo, odeio-te por tudo aquilo que me fizes-te. Já passaram meses, quase nove para ser mais precisa. Mas tu ainda estás muito presente na minha cabeça. Nunca consegui esquecer o que se passou, acho que ainda não me mentalizei da cabra que tu foste. Tu sabias que eu estava mal, sabias que precisava do teu apoio e limitas-te a rebaixar-me. Deixaste-me sozinha, depois de mais de sete anos juntas, abandonaste-me. Não preciso que te justifiques, não me interessam as tuas desculpas. Magoaste-me, feris-te o meu orgulho. Puses-te tudo para trás das costas, os nossos momentos, a nossa amizade. Eu fiz o mesmo, cresci e deixei-te sozinha. Espero sinceramente que um dia passes por aquilo que eu passei quando sais-te da minha vida, espero que te façam sofrer, é o que mereces.
Pessoas como tu, fora da minha vida.

Ps: A terceira parte da história já está no Facebook. Clica aqui

1 Sentimentos:

MariiaSantos. disse...

ui, que raiva.
detesto essas cenas, de pessoas em quem confiamos e no fundo são umas falsas ;@