Ads 468x60px

quarta-feira, 28 de setembro de 2011




Por mais que eu tente chegar á perfeição, tu nunca estás satisfeito. Queres sempre mais, queres uma miúda que faça tudo o que tu desejas de mão beijada, queres alguém que não te dê muito trabalho, no fundo tu só queres uma que tenha um bom corpo para ficares teso e quando não tiver mais utilidade, deita-se fora. Porquê que me usas-te? Porquê que poses-te tudo para trás das costas e te esqueces-te de mim?
Fui mais uma, só isso. O que mais me revolta é o facto de teres saído disto bem, enquanto eu fiquei e permaneci de rastos este tempo todo e tenho tentado, a todo custo recuperar o meu sorriso. Qual é a lógica de amar uma pessoa que nos despreza? Ao contrário de todas as raparigas com quem falas, eu sou a única que te ama de verdade, mais ninguém dava o que eu dou por ti. Devias entender que para mim é difícil viver num mundo onde tu não estás presente, em que a única coisa que existe tua é uma ausência prolongada. Já não é uma questão de ser forte, pior do que o meu coração ainda bater por ti é o facto de tu ainda mexeres comigo. De olhar para a tua vida, e ver que conseguis-te ser feliz sem mim. A pessoa que outrora fora tudo para mim, tornou-se um estúpido, agressivo e com a mania. E sabes perfeitamente que o que mais detesto em alguém é a hipocrisia e a falta de dignidade, e tu agora és assim. Eu apaixonei-me pela pessoa que eras, não pelo aquilo que te tornas-te. Não sei se és assim apenas comigo, ou se o fazes para esconder o que sentes lá no fundo. Só te peço que me digas sempre a verdade, nada de mentiras, muito menos falsidade.
Deixaste de me amar, preferiste as outras. Não te condeno por isso, mas dói que as outras estejam a cima de mim. Elas podem ser melhores que eu, podem ser mais bonitas que eu, podem ser a perfeição em pessoa, mas não te amam, apenas te usam. O quê que elas têm que eu não tenho? Não me venhas que têm o teu coração e não sei quê, e não é fácil ver alguém ocupar o meu lugar na tua vida.
Para a próxima não me prometas coisas que não podes cumprir, pensa antes de agir.
Faziamos quarto meses hoje.